Minhas desequilibradas palavras são o luxo do meu silêncio. Clarice Lispector.

quarta-feira, 14 de abril de 2010







SÚBITA VONTADE DE ESCREVER!
MUITAS VEZES NAO SEI DECIFRAR O QUE EU ESCREVO, MAS, CALCULO EU, QUE NAO É PRA SER DECIFRADO,MINHAS PALAVRAS NAO SAO CORRETAS NEM ERRADAS, SAO PEDAÇOS DE CAMINHOS PERCORRIDOS,ALGUNS BEM DIFICEIS , OUTROS EM QUE EU NAO SABIA O SIGNIFICADO DE MUITA COISA, PRA ISSO A VIDA SERVE ENSINAR A NATURALIDADE DE SE VIVER. ENQUANTO ESCREVO VELEJO PELO MAR DE PALAVRAS ESCRITAS EM MEU PENSAMENTO QUE NAO TEM UM STOP. ESTÁ TUDO BEM COMIGO, MAS TAMBEM NAO ESTÁ NADAA BOM, POR ISSO TENTO VIVER O PRESENTE E UM PASSO DE CADA VEZ SEM PENSAR MUITO, VIVENDO APENAS! LUTO PRA VIVER PORQUE VIVER NAO É FACIL! FABIANA MURER

2 comentários:

  1. Nem vou "rasgar seda", sou suspeito.... kkk

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Parece que quando você escreve liberta a alma,é isso que sinto quando leio seus escritos!

    LIndos e sinceros menina!

    ResponderExcluir